O dia a dia de um síndico nunca foi fácil, e a pandemia do novo coronavírus fez com que essa ‘vida’ se tornasse mais difícil, com desafios diários, aumentados pela tensão do momento, já que não existe se quer uma preparação para administrar um condomínio diante de uma pandemia global.

Perante aos inúmeros protocolos sanitários, os decretos municipais e estaduais, as medidas provisórias adotadas, ainda existe a gestão de conflitos entre os condôminos, o que acarreta num grande estresse para o síndico.

É por isso que o síndico precisa adotar algumas medidas para conseguir absorver os problemas, e conseguir lidar com a gestão condominial de forma saudável, sem adoecer ou precisar desistir.

Pensando nisso, o portal fez uma lista que vai ajudar o síndico a resolver algumas questões, e suportar outras, de forma mais tranquila e sadia. Veja!

Determine um limite

O síndico precisa se impor, ter uma postura e determinar um ser limite aos condôminos e moradores. É interessante possuir um protocolo de atendimento, estabelecendo horários para que os moradores possam se comunicar e tirar as suas dúvidas, e também definir os meios de comunicação oficiais para isso, tendo um número exclusivo para atender as demandas do condomínio, e também disponibilizando algum local no aplicativo do condomínio para isso, se houver, além do próprio e-mail.

Faça planejamentos e seja organizado

Existem síndicos que utilizam quadros onde conseguem mapear as rotinas diárias e semanais do condomínio, pois possibilitam uma visão ampla das atividades do empreendimento, o que é bem interessante.

Você pode utilizar a agenda também, desde que nela conste todas as informações necessárias.

Faça planilhas com os compromissos e prazos, principalmente com relação às manutenções, inspeções e prazos para a prestação de algum serviço.

Outra questão importante, é que numa boa gestão condominial é preciso contar com diversos outros profissionais para ajudar na administração, como engenheiros, advogados, contadores, a própria administradora de condomínios, e os demais prestadores de serviços que precisam ser de qualidade.

Conhecimento

Conhecimento nunca é demais, e a falta dele e também de preparo para administrar são pontos específicos que tem causado estresse em síndicos em todo o país. É por isso que, independentemente de ser um síndico orgânico ou profissional, é importante estudar, e se manter atualizado, seja através de cursos, leituras, lives ou webinars, e atualmente existem muitos profissionais que estão oferecendo tudo isso de forma gratuita.

Saber a hora de parar

É importante que o síndico percebe o momento de parar. Quando sua saúde física ou mental for afetada, é preciso parar, avaliar, e definir o que é melhor para você. Não espere o mandato acabar, se for preciso renuncie. Todos possuem um limite, não espere chegar o seu!

Fonte: Síndico Legal