- Verifique se a corretora e a seguradora têm autorização de funcionamento concedida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep)

- Pesquise e compare os valores dos prêmios de diversas seguradoras, em várias corretoras

- Leia atentamente a proposta e as condições gerais do contrato

- Certifique-se de que a proposta contém os valores do prêmio, a importância segurada, as coberturas contratadas e as exclusões. Só assine quando todos esses dados estiverem preenchidos

- Mantenha seus dados cadastrais atualizados e não deixe de comunicar a seguradora em caso de mudança de endereço ou de qualquer alteração no patrimônio segurado. Essa providência é importante porque será necessária a transferência e a reavaliação do valor do seguro. Todas as alterações deverão ser confirmadas pela seguradora, por meio de documento conhecido como “endosso”

- Mantenha em seu poder todos os documentos referentes ao seguro e, caso opte por cobertura adicional para seus bens, faça uma lista de todos os itens e guarde as notas fiscais

- Você tem direito a informação clara, precisa e verdadeira

- A seguradora deve cumprir o que foi prometido em contrato, na oferta ou em mensagens publicitárias

- É proibida toda publicidade enganosa

- A seguradora também é responsável pelos atos de seus prepostos ou representantes

- O contrato deve ser redigido de forma a facilitar sua compreensão, em termos claros e legíveis, destacando visualmente as cláusulas que limitam direitos do consumidor. Você tem o direito de ler e tirar suas dúvidas antes de assiná-lo

- As cláusulas do contrato que prejudiquem o consumidor são nulas

- Se você for prejudicado por qualquer conduta da seguradora que esteja em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor, tem direito a reparação. Você pode denunciar o fato à Susep e ao órgão de defesa do consumidor de sua cidade.

Fonte: Lugar Certo