Além das advertências e multas até chegar à última medida: a expulsão desse tipo de morador

A prática da boa convivência é uma tarefa complicada para as pessoas. E no dia a dia de um condomínio, isso fica ainda mais evidente, já que o tema é campeão de reclamação.

O cachorro do vizinho que não para de latir, o morador que sempre invade sua vaga na garagem, o excesso de barulho no apartamento de cima, enfim, tudo se torna delicado e evidencia que a harmonia do condomíniodepende – e muito – da cooperação dos condôminos.

Existem moradores que ultrapassam, reiteradamente, a linha do bom senso e transformam a vida dos vizinhos num transtorno à parte. Eles são caracterizados como condôminos antissociais.

Este é o assunto abordado pela advogada Gabriela Macêdo neste vídeo. Ela dá dicas de como coibir condutas antissociais além das habituais advertências e multas até chegar à última medida: a expulsão desse tipo de condômino.

Confira!

Fonte: https://www.sindiconet.com.br