Nutricionista alerta sobre hábitos de saúde e alimentação durante a quarentena

No dia 31 de março, foi comemorado do Dia Nacional da Saúde e Nutrição. Já em 7 de abril, é celebrado o Dia Mundial da Saúde. Essas duas datas são extremamente significativas para o atual momento que o mundo está vivendo em função do combate ao avanço do novo coronavírus.

Para falar sobre este tema e reforçar a importância de hábitos saudáveis durante a pandemia, a equipe do Secovi Rio entrevistou a nutricionista Lígia dos Santos, da Rede de Hospitais São Camilo, de São Paulo.

Na opinião da especialista, é fundamental manter uma alimentação equilibrada e adequada durante a quarentena, evitando excesso de frituras, industrializados e doces. Esse é apenas um dos caminhos para evitar o agravamento de problemas de saúde e manter a imunidade em dia.

Confira a entrevista:

Quais os principais alimentos para comer na quarentena?

Uma alimentação saudável e adequada durante este período é muito importante. A escolha dos alimentos pode tornar sua alimentação equilibrada e saborosa. Prefira alimentos in natura, obtidos diretamente da planta (legumes, verduras e frutas), ou minimamente processados  (alimentos naturais que passaram por processo de limpeza, moagem e secagem, como arroz, milho, feijão, farinha, leite, castanhas, carnes etc.). Esses alimentos possuem boas fontes de vitaminas e minerais, quando consumidos com variedade e preparados de forma saudável, sem excesso de adição de sal, açúcar e gorduras.

Quais alimentos evitar neste período?

Evite alimentos ultra processados, produtos fabricados com adição de sal, açúcar e  gorduras, como refrigerantes, biscoitos recheados, salgadinhos, macarrão instantâneo etc. O  consumo excessivo desses produtos tem sido associado a doenças crônicas, como obesidade, diabetes e câncer, que são fatores de risco para o coronavírus e outros problemas.

Esses alimentos costumam ser ricos em açúcar, sal e gorduras e possuem um hipersabor, na qual podemos comer sem atenção e em grandes quantidades, com alta densidade calórica.

O que comer para aumentar imunidade?

Sabemos que uma alimentação adequada e variada leva a um bom estado imunológico. Entre os nutrientes importantes estão: carne vermelha, que contém Zinco (auxilia no funcionamento normal do sistema imune) e Ferro (atua na fabricação de células vermelhas); vegetais verde escuros e alaranjados (carotenóides que possuem Vitamina A), que atuam como antioxidantes e reguladores da resposta imune; frutas cítricas, como limão e laranja, que contêm vitamina C e fazem parte da primeira linha de defesa do organismo, fortalecendo o sistema imunológico, e ainda possuem função antioxidante, combatendo os radicais livres que eliminam as ameaças ao nosso organismo através de processos inflamatórios.

Não existe uma dieta milagrosa para melhorar a imunidade, o que recomendamos é uma alimentação saudável e equilibrada.

Quais outras recomendações para este período de isolamento social?

  • Não pule as refeições, procure realizar todas elas (café da manhã, almoço, lanche da tarde e jantar), sendo esta uma sugestão não rígida, mas sugestiva.
  • Evite realizar as refeições na sala de TV.
  • É importante higienizar adequadamente os alimentos e utensílios utilizados.
  • Utilize sal, açúcar e gorduras com moderação para tornar a alimentação saborosa e saudável.
  • Consuma água, leite e frutas no lugar de refrigerantes.
  • Não troque a comida caseira por comidas prontas.

Fonte: https://www.secovirio.com.br via https://www.sindiconet.com.br/