As fissuras podem causar danos graves aos imóveis. Especialista alerta para perigos de tratar trincas e rachaduras com medidas paliativas

Anomalias podem esconder problemas além da estética e proprietários devem dobrar a atenção para soluções rápidas e baratas

Mudanças de temperatura, recalques de solo ou simplesmente má execução da obra são algumas das causas que ocasionam fissuras, trincas e rachaduras nas paredes.

Na maioria das vezes, essas anomalias são vistas como inofensivas, quando na verdade podem indicar problemas mais graves no imóvel.

Segundo o especialista Flavio Figueiredo, engenheiro civil, diretor da Figueiredo & Associados e conselheiro do Instituo Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia de São Paulo (IBAPE-SP), as pessoas desconhecem os riscos, por isso não dispensam a devida atenção. Fissuras e trincas podem representar apenas deficiências estéticas, mas também indicar outras patologias.

Por isso, para Flavio, todo e qualquer sinal de fissura deve ser analisado com muito cuidado, para evitar problemas futuros.

"A primeira providência é solicitar uma investigação minuciosa por um especialista, para descobrir a causa. A partir desta avaliação técnica é possível identificar a origem da manifestação e sanar de forma correta", diz Flavio.

Outro alerta do especialista é referente ao uso indevido de impermeabilizantes em casos de rachaduras por onde ocorrem infiltrações, vazamentos e goteiras que causam umidade no ambiente.

"Na ansiedade de resolver o problema rapidamente e com baixo custo, o proprietário se rende a propostas milagrosas de impermeabilizantes que muitas vezes mascaram o problema e não resolvem. Existem ótimos produtos no mercado, mas só um expert, depois de identificar a causa, pode indicar o tratamento adequado", reforça Figueiredo.

Fonte: https://www.sindiconet.com.br/